terça-feira, 17 de agosto de 2010

Cuidado com a gordura anidra de leite!!

Por Lei, o Ministério da Agricultura determina que o chocolate produzido e comercializado no Brasil deve ter, no máximo, 5% de gordura vegetal e 25% de cacau, no mínimo (antes de 2003 o teor era de 32% - pressão muito forte dos produtores de chocolate à época, tipo Nestle, Lacta e Garoto). Além disso, as indústrias criaram mecanismos de aumentar a quantidade de água e gordura dos chocolates, criando mais "sabor", maior vicio ao produto, mais duração de validade, com menor teor proporcionalmente de cacau. É o que se tem feito com a adição do soro de leite e da gordura anidra de leite. A gordura anidra de leite nada mais é que uma manteiga desidratada, cheia de gordura trans e gordura saturada, que se tornam muito maléficas quando associadas à carboidratos de alto indice glicêmico, ou seja, acúcar e glicose (em larga quantidade nos "chocolates"). Não abuse de nada industrializado, e sempre que possível, coma chocolate de verdade, como cacau em pó, chocolate em pó e chocolates com no mínimo 50% de cacau.

Outro desgosto associado: se vc clicar para ler a definição de gordura anidra de leite pelo Ministério (e corroborado pela ANVISA), ainda verá os famigerados limites de aceitação de bactérias patogênicas, tipo Estafilococos e coliformes.

6 comentários:

Ana Paula Viana disse...

Olá Henrique! Obrigada pela informação. Não sei se vai lembrar, mas te perguntei sobre a gordura anidra na pós em BH. Ótimo.

Henrique F Soares disse...

Oi Ana, eu fiz a postagem exatamente por conta da sua pergunta. Como a aula da pós é muito corrida e eu sou muito perfeccionista, não tinhamos muito tempo para estas dúvidas e eu não esqueço que preciso detalhar sempre algo que não possível ser bem explicado. Este é um dos objetivos de ter criado o blog. Obrigado pela pergunta, foi uma chance de esclarecer para outras pessoas.

Eloisa disse...

Olá henrique! Bem eu estava fazendo uma pesquisa sobre essa gordura pois nunca tinha ouvido falar, só descobri prq li na embalagem de um chocolate que dizia não ter gordura trans e achei muita sacanagem ser enganada pois se tem gordura anidra então tem a trans. Vou seguir o seu blog sou estudante de nutrição e adorei.

Anônimo disse...

Boa noite Henrique!
Eu trabalho com chocolate artesanal e está ficando cada vez mais dificil encontrar um produto top para ser utilizado.
Se se escapa do acréscimo da gordura vegetal, caimos na gordura anidra e no soro de leite, que como um cliente comentou comigo, o soro não passa de comida para porcos!
Na sua opinião, aceitar o acréscimo desses 5% e gordura vegetal, o resultado não é menos maléfico para o chocolate e para os consumidores, do que a gordura anidra e o soro de leite?
att
Avelino
Sabor de Cacao - chocolats

Henrique F Soares disse...

Oi Avelino, penso exatamente o contrário. Gordura vegetal hidrogenada não trás benefício nenhum, para nada, e a gordura do leite tem ácido graxo de cadeia curta e CLA, que tem algumas propriedades importantes e saudáveis. O problema é que quem consome leite retirado direto da vaca, na chácara, mesmo que 1x no mês como no meu caso, sabe a diferença do leite comercial, das adições e misturas colocadas em nossos leites comerciais. Mas em principio, menos ruim com gordura de leite do que gordura vegetal hidrogenada.

Anônimo disse...

Boa tarde Henrique, meu nome é Kauê. Gostaria de fazer uma pergunta. Se um chocolate, considerado vegan, conter gordura anidra de leite, que é a mesma coisa que manteiga desidratada, ele não pode ser considerado vegan. Certo?