quarta-feira, 31 de outubro de 2012

DHA isolado pode ser ruim para o cérebro!

É o que mostram os autores de pesquisa que foca ação do DHA, ácido graxo da série ômega-3, em pacientes com Doença de Parkinson. Vale a pena a leitura. Artigo na integra clicando aqui.

sábado, 27 de outubro de 2012

Óleo de linhaça melhora resposta imune e outras coisas!!

Veja como é importante saber consumir ácidos graxos e compostos bioativos de qualidade. Por ser rico em ácidos graxos ômega-3 e vitamina E, o óleo de linhaça consegue ter seus compostos incorporados às membranas de nossas células, como os macrófagos. Células de defesa muito importantes, macrófagos combatem bactérias em nosso intestino, produzindo eicosanóides, óxido nítrico e peróxido de hidrogênio, melhorando portanto nosso sistema imune, reduzindo quadro de infecções e alergias. Isto ficou comprovado em estudo recentemente desenvolvido no sul do Brasil, e publicado na revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz. E podemos tirar outras conclusões a partir do estudo, visto que o nível de TNF-alfa reduziu, ou seja, óleo de linhaça ajuda a reduzir pelo menos doenças inflamatórias intestinais; se considerarmos que um dos maiores indutores de disbiose é o TNF-alfa, o óleo de linhaça também ajuda a tratar a disbiose intestinal. Quem quiser ler o artigo citado, clique aqui.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

LOCAIS DE VENDA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NO DF!

Para quem se interessar, clicando neste link, vc abre arquivos com os principais locais e dias da semana de venda de produtos orgânicos no DF.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Educando desde pequeno!!

video

HOJE É DIA DO PROFESSOR!!

Hoje é dia do professor, hoje é dia do educador. Para mim, há muitos professores, mas nem tantos educadores. Educar é estar consciente de que enquanto se ensina, se aprende. Educar não é vertical, é horizontal. Para ser professor é preciso adquirir conhecimento em livros, usando a inteligência. Para ser educador, é preciso ser sábio e haurir a sabedoria na natureza, com o coração. Paulo Freire dizia que educadores constroem. Eu gosto de incentivar a curiosidade do educando, a capacidade de buscar, arguir e construir seu próprio conhecimento. Educador é aquele que dá ao educando capacidade de voar, não poda, ajuda a construir as asas para que ele possa se aventurar. Pois sabe que quando o educando colhe o que plantou, quando alça vôos magníficos, leva uma parte do mestre consigo. No fundo, todo dia é dia do educador, pois educamos nossos filhos, nossos amigos, pacientes, e assim por diante. A vida é melhor lugar para se aprender.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O que fazer para hipertrofia?

Se o uso de proteína do soro do leite é limitado, o que fazer? São inúmeras as opções, existe o peito de frango, a carne de vaca, a carne de porco, o ovo, proteína isolada de soja, cereais com perfil aminoacidico de alta qualidade nutricional, aminoácidos e peptídios como creatina, arginina, ornitina, glutamina, glicina, alanina, carnosina e assim vai. Que tal conhecermos a fundo a composição destes alimentos e seus efeitos? Agora em São Paulo vou mostrar o efeito do filé da carne suína na massa livre de gordura ou massa magra e ao mesmo tempo, o efeito no perfil lipídico. Já há literatura mostrando que a carne bovina, que tem excelente conteúdo de BCAA, não tem o mesmo efeito de resistência a insulina que o leite de vaca. Tenho batido nesta tecla há 16 anos, nós nutricionistas precisamos oferecer à população conhecimento e alternativas alimentares. Suplementos são bem vindos, mas quando a opção alimento não atinge mais os objetivos esperados. Hoje vou comer bisteca de porco ao suco de maracujá, pimenta branca e vermelha e alecrim, logo depois (30 minutos depois) de 6 Km de corrida a 50% do VO2 máx. Sem medo, muito melhor que sobrecoxa de frango por exemplo.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Insulina, ganho de peso e whey protein

Nós na clínica Sabor Light aqui em Brasília, temos tratado nossos pacientes com controle glicêmico e insulinêmico durante todo o dia, com grandes resultados. Fazemos parte do grupo na clínica especializado em tratamento da obesidade. Pensando bioquimicamente e/ou fisiologicamente, constantemente se atribui à insulina a causa principal do ganho de peso, de gordura intrahepática e abdominal. Isto parece lógico no que tange ao efeito fisiológico deste hormônio de síntese da lipogênese e inibição da lipólise. Muitos trabalhos que induzem a cetogênese, ou seja, reduzem os CHO e portanto a insulina, conseguem redução de peso corporal. Mas há os que questionam este método para perda de peso, que controle da insulina não necessariamente levaria à perda de gordura corporal, em geral, defendendo também o uso do Whey protein, um suplemento do soro do leite rico em leucina, aminoácido liberador de insulina. Trabalho recente utilizou 3 doses diferentes de insulina, e observou  ganho de peso em todos os grupos, e pior, a hemoglobina glicada não reduziu em todos, discutido no artigo que a liberação de insulina, constante, por período prolongado (usar whey todos os dias, as vezes mais de uma vez ao dia, por periodos muito longos) pode favorecer a resistência a insulina, mantendo a glicemia alta, ou seja, piorar uma sindrome metabólica. Fica a pergunta? Vc usaria whey protein em paciente com sindrome metabólica, glicemia alta, pressão alta, insulina alta, homa-ir alto, ácido úrico elevado, e que muitas vezes ainda tem histórico de câncer na família?

Fonte: Acta Clin Belg. 2012 Jul-Aug;67(4):250-4. Glycemic control and weight changes in patients with type 2 diabetes intensified to three insulin regimens after therapeutic failure to exenatide. Buysschaert M, Paris I, Selvais P, Oriot P, Preumont V; UCL Exenatide Group.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

NUTRIÇÃO PARA DERMATITE ATÓPICA!!

O Distrito Federal voltou a ficar muito quente e muito seco nos últimos dias, com mais de 30º C e umidade abaixo dos 15%. E isto favorece o desenvolvimento de doenças como a dermatite atópica, doença da pele, com irritação e inflamação crônica, desencadeada por vários outros gatilhos ambientais, como poeira, tecidos diversos, e os aditivos alimentares, como conservantes. Os ácidos graxos ômega-3 são muito bem indicados nesta doença, mas nesta postagem abordo a participação e ação antiinflamatória da vit E. Veja os ratos saudáveis na foto durante 12 semanas de tratamento, comparado com os ratos na segunda linha com dermatite atópica, na ultima linha, os mesmos ratos com dermatite que receberam vitamina E e apresentaram redução de mais de 90% da sintomatologia (detalharei este trabalho científico publicado este mês, 2012, no curso de extensão de bioquímica e suplementação de vitaminas e minerais, em Florianópolis, pela VP consultoria, no inicio de dezembro). Vitamina E é encontrada em abacate, açaí, pequi, todas as castanhas, gema de ovo, tucumã, uxi, côco, dendê, azeite de oliva.

QUANDO COMEÇAR A COMER GLÚTEN?

Temos lidos e estudado muito em casa, eu e Lilian me esposo, sobre a introdução de novos alimentos nas crianças, alimentação durante a gestação e amamentação, suplementação inclusive. E no último ano temos visto quase que como consenso, que o glúten, proteína presente no trigo, centeio, cevada e aveia, mais especificamente a gliadina que é a fração alergênica do glúten, passa para o leite materno quando a mãe consome pão por exemplo. Mas os fatores protetores existentes no leite materno reduzem em quase 100% a chance da criança desenvolver doença celíaca ou algum intolerância. E mais, criança que apresenta gastroenterites de repetição, "todo mês acontece", é o que temos ouvido de muito pais nos primeiros meses de vida, aumenta muito a chance de doença celíaca e/ou intolerância ao glúten  Principais indutores de gastroenterites são o leite de vaca, chás e utensílios como mamadeiras contaminadas e mal higienizadas. A tendência atual, de várias entidades internacionais que ditam recomendações para alimentação infantil, é que o glúten seja introduzido na alimentação da criança, entre 4 e 7 meses, obrigatoriamente com a criança mamando ao seio. Se o glúten for introduzido antes dos 4 meses ou depois dos 7 meses, a chance de complicações aumenta muito.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

LEITE DE VACA QUE NÃO GERA ALERGIA??

Acaba de sair pesquisa científica realizada com vacas derivadas desta que o amigo leitor (a) vê na foto acima, publicada na PNAS, que conseguiu, através da manipulação de genes, ou seja, são vacas transgênicas, produzir um leite isento da fração de proteína mais alergênica que é a beta lactoglobulina. Porém, faço o alerta, é preciso ler o artigo para ver que houve defeito genético no animal, expressos  fisicamente  (nasceram sem rabo), e outro ponto, que é o fato do leite ter saído cheio, lotado da outra fração de proteína do leite de vaca, que é a caseína. A caseína possui sub frações, e especialmente a alfa caseína, é bastante alergênica também. Além disso, a digestibilidade da caseína é ruim, ela coagula em pH ácido, ou seja, quanto chega ao estômago. Outro fator, é como continua tendo lactoalbumina, continua apresentando alta concentração de leucina, portanto efeito liberador de insulina, que pode ser muito ruim para quem está diabético, obeso, pancreatite, câncer, como já demonstrado em várias outras postagens aqui no blog. E para finalizar, este leite vai ficar bem diferente em termos de composição, do leite materno, ou seja, por favor, não saiam por ai fazendo comparações esdrúxulas.