segunda-feira, 31 de outubro de 2011

CARTA ABERTA PARA O EX-PRESIDENTE!!


Amanhã farei uma postagem um pouco mais detalhada sobre aspectos nutricionais e câncer de laringe, mas já fica valendo desde hoje. QUERIDO LULA, troca o óleo de casa e de onde o Sr costuma fazer suas refeições, e use sempre AZEITE DE OLIVA extra virgem. Artigo novo querido ex-presidente, fresquinho na foto acima, julho de 2011, comprovando a relação nagativa, azeite de oliva como fator preventivo para inúmeras formas de câncer, incluindo a que infelizmente acomete o Sr e a milhões de seres humanos. Espero que ajude. Tenho minhas ressalvas no aspecto político, mas fica minha admiração pelo batalhador, nordestino que somos, e mais uma vez vencedor, que assim seja, Luiz Inácio Lula da Silva.

sábado, 29 de outubro de 2011

Extrato de berrys juntas!!


Terça feira vou iniciar o tratamento de um paciente visando aumentar a produção de testosterona, produção, mobilidade, viabilidade e correção morfológica dos espermetazóides, visando fecundação. Vou prescrever extrato seco da uva, amora, extrato de pomegranato (romã), bilberry (parente da blueberry, mirtilo) e lingonberry com Coenzima Q10. Associado a um tratamento dietético para redução de gordura corporal, inflamação e detoxificação. Vou fazer manipulação dos extratos, a farmácia Essencial daqui de Brasília conseguiu disponibilizar todos eles, e meu objetivo é atingir o que muitos trabalhos tem mostrado de benefícios, especialmente o papel dos antioxidantes destes compostos para proteção, estímulo e correção de espermatozóides. Há muitos trabalhos, alguns bem novos por exemplo em relação ao lingoberry e seus compostos fenólicos, usando cerca de 5 a 10mg/Kg/dia, para proteção endotelial, redução de infecção urinária em mulheres e até meningite.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

CIRURGIA BARIÁTRICA!! RELATO DE CASO! 3!!

21 - Alguns pacientes com menor poder aquisitivo, antes pegavam o seu remédio para controle glicêmico ou hipertensão no posto de saúde. E agora como eles farão para comprar os polivitamínicos??? Imagina o paciente chegando num posto de saúde e pedindo Centrun... Sem comentários...
22 - Os pacientes gastroplastizado TEM QUE fazer exames períodos de SANGUE para verificar as taxas. Alguns simplesmente ignoram isso!
23 - Os pacientes gastroplastizados TEM QUE fazer acompanhamento terapêutico. Alguns simplesmente NUNCA fazem.
24 - Os pacientes gastroplastizados TEM QUE fazer acompanhamento periódico com o Endocrinologista e com o Nutricionista. Alguns simplesmente ignoram.
25 - Mesmo pós-gastroplastia é necessário fazer dieta e exercícios. Se vc não fazia antes terá que fazer de qualquer forma!
26 - Na prática não há reversão da cirurgia. E o risco é enorme pq os médicos tem muita experiência em fazer a cirurgia, mas não em reverter. E quando é necessário, geralmente só é feita à reversão no intestino para maior absorção. Porém este procedimento é raro!
27 - Alguns pacientes apresentam esquecimento ou perda de memória. Pode ser transitório ou manter-se o quadro.
28 - Alguns pacientes gastroplastizados queixam-se que o desconforto abdominal ocasionado pelos gases é maior após a gastroplastia.
29 - Os gostos alimentares dos pacientes sofrem alterações. Se antes gostam de arroz por exemplo, depois de operados, alguns não gostam mais ou porque não desce bem.
30 - Alguns pacientes recém operados "acham" que nunca mais voltarão a comer normalmente. O que no geral é uma inverdade, pois com o tempo o organismo adapta-se e o paciente consegue comer.
31 - Alguns pacientes burlam o grande volume que comiam antes, por várias porções calórias ao longo do dia.
32 - Com o passar do tempo o processo dissabisortivo tende a aumentar, daí uma necessidade de uma dieta equilibrada e exercícios.
33 - Há relatos de pacientes que tiveram perda parcial ou total do libido;
34 - Em virtude do processo de desnutrição e falta da vitamina E, alguns pacientes queixam-se que têm uma visão de menor qualidade do que antes;
35 - Alguns pacientes queixam-se de problemas nas unhas (tipo unhas que quebram ou unhas ocas);

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

NOVA IDR OFICIAL! AQUI VC VÊ PRIMEIRO!

Saíram oficialmente as novas tabelas da IDR, que incluem as novas recomendações de vitamina D e cálcio. Para baixar o arquivo com as tabelas, é só clicar aqui.

Homocisteína e intoxicação celular!!

As postagens abaixo mostram o relato de uma pessoa que era obesa e que perdeu grande quantidade do excesso de gordura corporal. Quando isso acontece, quando há lipólise, as toxinas presentes no tecido adiposo e lá armazenadas também vão para o sangue e podem ir para musculos, cerebro e especialmente fígado, local em que elas devem ser detoxificadas e eliminadas. Para fazer isto é preciso ter cisteína para poder produzir glutationa. Para ter cisteína e preciso transformar homocisteína em cisteína. Para isso utilizamos as vitaminas do complexo B. Logo, a homocisteína no sangue passa a ser um marcador do quanto o tratamento dietético está conseguindo ser detoxificante. E veja como o corpo é perfeito porque parte da cisteína vira taurina, que é também é utilizada para detoxificar via formação de sais biliares.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

CIRURGIA BARIÁTRICA!! RELATO DE CASO! 2!!

Caso ainda não tenha lido a parte 1, sugiro ler primeiro a postagem abaixo e depois retorne para esta.

11 - Com a desnutrição, alguns pacientes podem ter perda de cálcio e ter problemas ósseos como: osteoartrites; maior fragilidade dos dentes, etc; EU TENHO OSTEOPENIA, TENDINITE DE QUADRIL E BURSITE NO TROCANTERO DA PERNA, adquiri tudo isto por excesso de vitaminas. A hipervitaminose causa danos irrecuperáveis.
12 - A maior parte dos pacientes precisam realizar cirurgias plásticas para retirar o excesso de pele promovido pela grande perda de peso;
13 - Alguns pacientes vomitam ou entalam mais do que um paciente convencional;
14 - Grande parte dos pacientes tem intolerância à água natural, optando por outros tipos de bebidas;
15 - Alguns pacientes têm dificuldade em ingerir carne; eu tive que fazer uma segunda cirurgia em 2010 para retirar o anel, pois estava com 50 kilos.
16 - A perda de cabelo é acelerada na maioria dos pacientes. Eu perdi muito cabelo, só comecei a ter saúde capilar com nutrição funcional.
17 - Mesmo com o estômago pequeno a maioria dos pacientes, mantém o DESEJO de comer. Visto que o "pensar gordo" está em nossa cabeça e não no tamanho do estômago. Em sua maioria está ligada a transtornos de ansiedade, compulsão, depressão, stress, etc;
18 - Há pacientes que trocam a compulsão por comida por bebida, compras, sexo, etc;
19 - Há pacientes que vão de um extremo ao outro. Se antes comiam muito, agora tem medo de comer e engordar. Podendo desenvolver bulimia e anorexia;
20 - Ao chegar em um hospital e dizer que vc é gastroplastizado. Seja por qual motivo for à emergência, eles querem sempre ligar para o seu médico. E às vezes tem medo de fazer qualquer procedimento sem o seu médico. Gerando uma relação de dependência do médico bariátra pra tudo. Alguns podem dizer mais isso não é bom! Às vezes sim e às vezes não dependendo do tipo de emergência. Afinal, nem todo emergência é de ordem gástrica;

CIRURGIA BARIÁTRICA!! RELATO DE CASO!!

Gostaria de trazer aos amigos leitores do blog um relato de uma paciente, que se submeteu à cirurgia bariátrica. Vou fazer 3 ou 4 postagens sobre o relato por ser bastante extenso. Orleane, muito obrigado pelo seu "desabafo" e esclarecimentos.

Amigos gostaria de colocar aqui um desabafo que sei que tem muita gente com vontade de dizer e não diz...
Não dá pra falar só do lado bom da maçã, dos lindos quilos "off" e etc, sem falar a VERDADE nua e crua principalmente para quem ainda não operou. É importante que todos tenham acesso à informação e saibam dos riscos que o procedimento bariátrico tem.
Tem gente que vende a cirurgia como uma varinha de condão. Onde o paciente vai trocar o seu excesso de peso e comorbidades, por um singelo Centrun. E isso não é verdade!

Sem falar nos pacientes que engordam para atingir o IMC necessário para a operação. Quando fui ao médico que me operou a 6 anos atrás ele me disse que eu precisava emagrecer 30 kilos pois minhas taxas estavam altas, ou a outra opção seria engordar 10 kilos para fazer a cirurgia bariátrica, qual das duas opções vocês acham que escolhi? O caminho mais fácil é claro e com isto paguei e pago um preço muito alto.
Abaixo estarei relacionando os danos que esta cirurgia me causou e alguns itens que muitos bariátricos amigos meus compartilham comigo através da internet:


1 - Durante o procedimento operatório os pacientes têm os riscos cirúrgicos de praxe de cirurgias como: embolia, hemorragia, seqüelas neurológicas; cardíacas, etc...
2 - Após o procedimento cirúrgico, alguns pacientes gastroplastizados podem correr o risco de ter fístula;
3 - Alguns pacientes têm depressão no pós-operatório. Tendo em vista a mudança radical no estilo de vida;
4 - Para tratar a doença obesidade, o médico coloca em nós uma outra doença para curar a obesidade chamada DESNUTRIÇÃO. Por isso temos que tomar suplementos vitamínicos para o resto da vida. E se não for uma suplementação adequada pode levar a hipervitaminose ou hipovitaminose, a nutrição é muito importante depois da cirurgia bariátrica, ser acompanhada por um bom nutricionista (e que entenda como tratar um bariátrico) é indispensável.
5 - Alguns pacientes podem ter a Síndrome de Dumping; EU TENHO
6 - Alguns pacientes podem ter hipoglicemia; EU TENHO
7 - Ficamos obrigados a mastigar muito mais vezes do que os não operados. Já poderáimos fazer isto antes da cirurgia, sem exageros. Mas a nova situação acaba desgastando mais os dentes do que o habitual.
8 - A vitamina B12 é absorvida parte no dueodeno e parte no íleo e precisa de sais biliares e principalmente de uma proteína do estômago (fator intrinseco) para ser bem absorvida. Tanto estômago como duodeno ficam desviados no alimento. Por isso a maioria dos pacientes precisa fazer a reposição, e neste caso, para os médicos, só há a reposição pelo método venoso (injeção de B12). Com um tempo esta injeção causa intoxicação e fica muito difícil reverter o quadro. Foi quando conheci a nutrição funcional o que fez toda diferença em minha vida.
9 - O sistema imunológico do paciente gastroplastizado, em geral, fica mais vulnerável em virtude da desnutrição que é acometido; Gripes, alergias, um simples vento pode nos trazer muitos danos. E temos que tomar cuidado, porque se estiver desnutrido o índice de pegar uma pneumonia é muito alto.
10 - A cirurgia requer uma alimentação de melhor qualidade. E geralmente mais onerosa do que a convencional, pq. inclue alimentos naturais, dietéticos e de baixa caloria; a suplementação também não é barata e o acompanhamento com bons profissionais, que é necessário, também onera muito o orçamento.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

MARCADOR DE INFLAMAÇÃO!!


Algumas proteínas produzidas no fígado aumentam quando ocorre processo inflamatório agudo e crônico e são bastante utilizadas na prática clínica, como a PCR, o VHS, o fibrinogênio e a ferritina. Entretanto, as proteínas albumina, transferrina e transtiretina são proteínas negativas de fase aguda, que tendem a diminuir suas concentrações séricas diante de um processo inflamatório. Isto ocorre devido à inibição da sua síntese pelas citocinas pró-inflamatórias e ao aumento da permeabilidade vascular, com conseqüente saída para os espaços extravasculares. Existe uma proposta que usa os valores de PCR e albumina para verificar inflamação: veja na tabela acima.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

IDADE BIOLÓGICA E CRONOLÓGICA!!

Ontem fiz um prato de de peixe assado com banana nanica, cará, açafrão, orégano e cebola. Camada de cará no refratário embaixo, filé de pescada por cima, bananas nanicas por cima, outra camada de peixe, e por cima as cebolas.

Fiquei pensando:

Cará tem amido com fibras, baixo indice glicêmico, energia com saciedade por mais tempo, pouca insulina, não engordo.
Peixe tem omega, vai reduzir a inflamação, tem zinco e b6, mais a b6 do cará e da banana, e o magnésio da banana e da cebola, formam serotonina, sentirei prazer ao comer, fico feliz, produzo também dopamina, mais feliz, menos agressivo, mais focado e concentrado, minha aula a tarde e noite será um espetáculo.
Banana tem pectina, reduz os metais pesados, tipo mercurio, provenientes possivelmente do peixe. A pectina por ser solúvel gera um ritmo intestinal mais lento, saciedade maior. Tem amido resistente, fermentação por bactérias probioticas, melhoro saude intestinal, volto a produzir hormonios da saciedade, do prazer, anticorpos no intestino (não fico gripado), reduzo a inflamação e possíveis quadros alérgicos. Poucas bactérias patogênicas, reduzi meu risco de câncer. Associe isso ao fato de que orégano é antifúngico.
O açafrão reduz inflamação do tecido adiposo, logo não engordo, reduzo resistência insulina, ganho músculo e reduzo chance de diabetes, e menos citocinas no cérebro, menos Alzheimer e Parkinson.
A bela regada de azeite extra virgem em baixo e por cima do prato, garantiram a redução do colesterol, aumento do HDL, compostos bioativos reduzem meu estresse oxidativo, meu ORAC aumentou, cérebro funcionante por mais tempo.

RESULTADO: DE ONTEM PARA HOJE ESTOU 1 ANO MAIS JOVEM (KKKKKKKKKK).

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Riscos das estatinas e tendência para o futuro!!

Tenho mostrado sempre aqui no blog ou mesmo nos cursos que o uso das estatinas para baixar o colesterol se baseia na inibição da enzima HMGCoa redutase, enzima essa que participa logo do inicio da via de biosíntese do colesterol no fígado. Entretanto, o uso crônico destes medicamentos leva à redução da formação de farnesil, um composto intermediário para a formação do colesterol mas também essencial para formação de vários compostos necessários para o metabolismo celular. E ai, existem propostas que começam a ser pesquisadas no sentido de desenvolver medicamentos (e claro, conhecer compostos nutricionais bioativos) que sejam capazes de inibir enzimas que consigam reduzir a formação de colesterol, mas em etapas posteriores ao farnesil, evitando a perda dos compostos necessários para o metabolismo celular. Estes medicamentos teriam que agir em outras 3 importantes enzimas, que são a esqualeno sintase, oxidoesqualeno ciclase:lanosterol sintase (OSC) e a esqualene epoxidase (SQLE).

Já há trabalhos falando sobre isso: redutores de colesterol não estatínicos.
Trapani L, et al. Potential role of nonstatin cholesterol lowering agents. IUBMB Life. 2011 Oct 12. doi: 10.1002/iub.522.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

RESULTADO DA ENQUETE!

A grande maioria votou na falta de piruvato desidrogenase. Analisemos: o aparecimento simultaneo de lactato e piruvato indica uma incapacidade em metabolizar piruvato. Se apenas o lactato estivesse aumentado, provavelmente haveria alguma condição que estivesse causando acúmulo de NADH, como hipóxia e consumo de etanol. Poderíamos pensar em deficiência de piruvato carboxilase, mas esta está descartada porque é a enzima que inicia a gliconeogênese para converter o piruvato em glicose, portanto a criança teria que apresentar hipoglicemia. Pensa-se então em falta de piruvato desidrogenase, que converte piruvato para acetilCoa para entrar no ciclo de Krebs e gerar energia. Imagine a falta desta enzima (na verdade é um complexo enzimático) no cérebro, que depende de glicose. O cérebro ainda poderia usar alguns aminoácidos que se transaminam em compoenentes do ciclo do ácido cítrico, mas cada aminoácido que entra precisa ser combiando com um acetilCoa. Consequencia: atraso no desenvolvimento psicomotor, alterações degenerativas com atrofia cerebral, cansaço constante, confusão mental, obnubilação, agenesia do corpo caloso, entre outros sintomas. Por isso é preciso conhecer as pessoas bioquimicamente para poder tratar as causas das doenças (por isso também faço os exames bioquimicos funcionais na clínica). Legal que a maioria acertou.

obs: falta de piruvato cinase não poderia ser porque haveria acúmulo de PEP e não de piruvato.
obs: falta de citrato sintase é transitória, por excesso de ATP por exemplo (sedentarismo), mas o ciclo de Krebs não pára necessariamente pois pode ser suprido por outros constituintes derivados do metabolismo dos aminoácidos. Não apareceriam os quadros neurológicos acentuados.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Hormônio intestinal que melhora a diabetes!

Veja o vídeo que explica a possível utilização de medicamentos para aumentar os níveis de GLP-1. Porém, a liberação de GLP-1 é estimulada pela mastigação, pela presença de gorduras (ácidos graxos específicos) nas refeições, e pelos ácidos graxos produzidos no intestino a partir das fibras prebióticas, especialmente os FOS. E mais, tem um trabalho de junho deste ano que mostra que o resveratrol da uva também aumenta GLP-1. Ou seja, veja o vídeo para entender sobre o hormônio e valorize a idéia de que há vários recursos nutricionais para garantir a sua produção antes de tomar medicamento ou fazer cirurgia bariátrica.
video

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

DETERGENTE É BROCHANTE!!

É claro que de vez em quando eu exagero nos títulos das postagens, mas com o objetivo de chamar a atenção para a leitura.

Você conhece o nonifenol? Uma substância muito utilizada em roupas de couro, em tintas e nos detergentes, ou seja, do nosso dia a dia. Pois é, ele é um grande xenobiótico, um grande disruptor endócrino. Em especial, altera o metabolismo da testosterona. O uso desta substância é citotóxica para as células de Sertoli, produtoras e nutridora dos espermatozóides. Além disso as celulas de sertoli protegem os espermatozóides do ataque de células imune. O nonifenol pode contribuir para que haja uma produção reduzida ou espermatozóides lentos, desgovernados e mal formados. Imagine se a pessoa for estressada (ativação imune constante e crônica).

Resumo da obra: só deixe criança brincar com tintas atóxicas e dê preferencia para sabão em barra, de côco, e sempre enxaguando abundantemente.


Para estudar: miRNA regulation of cytotoxic effects in mouse Sertoli cells exposed to nonylphenol. Reproductive Biology and Endocrinology 2011, 9:126.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

SIBUTRAMINA LIBERADA!!

Parece piada, se não fosse trágico, mas a ANVISA proibiu ontem medicamentos para emagrecer à base de anfetaminas (anfepramona, femproporex e mazindol) e resolveu manter o uso dos derivados de sibutramina com "controle mais rigoroso".

A sibutramina continua liberada para o tratamento de obesidade desde que o paciente apresente "sobrepeso significativo???" e não sofra de problemas cardíacos (mas a sibutramina induz a estes problemas, e aí??). O paciente e o médico terão de assinar termo de responsabilidade sobre os riscos à saúde.

O diretor Agenor Álvares foi o único a discordar do relator. Ele defendeu também o veto à sibutramina. “Se vários países tiraram [do mercado] com base em evidências científicas, não podemos ignorar essas evidências. Se eles têm cuidado com as populações deles, temos também que ter com a nossa. Essa substâncias devem ser retiradas nos mesmos moldes das outras [anfetamínicos]”, disse o ex-ministro da Saúde, acrescentando que não existe protocolo clínico no mundo que recomende o uso do remédio.

Olhando pelo lado positivo, já é um bom começo a proibição dos anfetamínicos, mas há que se desconfiar de tudo do Brasil. Porque quase todos mudaram de opinião em cima da hora? Será porque o Brasil é o maior consumidor mundial de sibutramina?

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Vinho? Que nada!! Coma jabuticaba!!


Tão brasileira quanto o açaí, a jabuticaba (Myrciaria cauliflora), que colore de preto e rosa (parte interna da casca) nossa vegetação nesse período do ano, apresenta inúmeros compostos saúdáveis, tão bons quanto os compostos das uvas roxas e pretas. Jabuticaba é rica em rutina, quercetina, kampferol, ácido elágico e várias antocianinas. Ações como melhora do retorno venoso, redução de varizes, aumento do HDL, redução da oxidação da LDL, ação anticâncer em diversos órgãos, redução da absorção excessiva de colesterol, ativação das mitocondrias e queima de gordura, rejuvenescimento da pele, melhora da capacidade cognitiva, são atribuidas a esses componentes presentes na jabuticaba. Chupar e comer, tomar suco, e quem sabe um cálice de licor de jabuticaba feito com álcool de cereais e carvão ativado?

A foto acima são meus filhos catando e se preparando para fazer suco e o licor de jabuticaba na casa do avô paterno. DELÍÍÍÍCIA!!!

Para estudo: Food Chem. 2008 Aug 15;109(4):883-890.
Quantitative analysis of antiradical phenolic constituents from fourteen edible Myrtaceae fruits.

sábado, 1 de outubro de 2011

CHÁ VERDE E PEDRA NOS RINS!!

Pedra nos rins é o termo mais coloquial para dizer litíase renal. Várias são as possibilidades, os motivos, para se formar cálculos urinários, e um deles, é o oxalato. O ácido oxálico tende a se precipitar e endurecer quando se liga a minerais como cálcio e ferro, o que além poder reduzir a sua absorção, via intestinal, também pode induzir aos cálculos. É aqui que entre o chá verde. Estudo analisou diversas amostras diferentes da planta camellia sinensis e observou uma quantidade razoável de oxalato nesta erva, independente do grau de maceração da planta, podendo chegar a quase 140mg/L de chá feito na forma infusão. A conclusão dos autores é que pacientes com risco de formação de cálculos recorrentes devem levar em conta o teor de oxalato do chá verde.

Fiz este postagem porque um paciente me questionou dizendo ter lido na internet que chá verde reduz cálculo. E há pesquisas, mais antigas, que referem o contrário, que a epigalocatequina 3 galato do chá verde, teria efeito benéfico. E o chá verde realmente parece proteger os rins, por exemplo, contra o acúmulo dos produtos finais da glicação avançada (AGE), encontrados por exemplo em sucrilhos, bolos, bife a milanesa, batata frita, entre outros.

Por isso digo sempre, não existe alimento funcional, existe nutrição funcional. Alimentos podem ser muito bons para uns, e péssimos para outros. Depende do que se oferece, como, para quem, quando, porque e em que quantidade. E é preciso consultar com profissionais atualizados.

Fonte:

Urol Res. 2010 Oct;38(5):377-81. Oxalate content of green tea of different origin, quality, preparation and time of harvest.´

J Med Food. 2009 Aug;12(4):714-21.
Matcha, a powdered green tea, ameliorates the progression of renal and hepatic damage in type 2 diabetic OLETF rats.

J Endourol. 2006 May;20(5):356-61.
Effects of green tea on urinary stone formation: an in vivo and in vitro study.