quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Homocisteína e intoxicação celular!!

As postagens abaixo mostram o relato de uma pessoa que era obesa e que perdeu grande quantidade do excesso de gordura corporal. Quando isso acontece, quando há lipólise, as toxinas presentes no tecido adiposo e lá armazenadas também vão para o sangue e podem ir para musculos, cerebro e especialmente fígado, local em que elas devem ser detoxificadas e eliminadas. Para fazer isto é preciso ter cisteína para poder produzir glutationa. Para ter cisteína e preciso transformar homocisteína em cisteína. Para isso utilizamos as vitaminas do complexo B. Logo, a homocisteína no sangue passa a ser um marcador do quanto o tratamento dietético está conseguindo ser detoxificante. E veja como o corpo é perfeito porque parte da cisteína vira taurina, que é também é utilizada para detoxificar via formação de sais biliares.

2 comentários:

Paula Brasil disse...

Tomo ácido fólico há um ano e seis meses, parei uma semana para fazer um exame para identificar a homocisteína. E para minha surpresa deu 22,5 mcmol/l. O que pode ter acontecido? Será que ter ficado uma semana sem tomar o ácido fólico, pode ter aumentado a homocisteina? Tenho 31 anos. Grata

Henrique F Soares disse...

Paula, pelo blog não dá para avaliar resultado de exames, precisamos de abordagem completa, tabalho com uma visão holística das pessoas, e inclusive porque o Conselho Federal proibe uso da internet para este fim. Me perdoe.