terça-feira, 9 de outubro de 2012

Insulina, ganho de peso e whey protein

Nós na clínica Sabor Light aqui em Brasília, temos tratado nossos pacientes com controle glicêmico e insulinêmico durante todo o dia, com grandes resultados. Fazemos parte do grupo na clínica especializado em tratamento da obesidade. Pensando bioquimicamente e/ou fisiologicamente, constantemente se atribui à insulina a causa principal do ganho de peso, de gordura intrahepática e abdominal. Isto parece lógico no que tange ao efeito fisiológico deste hormônio de síntese da lipogênese e inibição da lipólise. Muitos trabalhos que induzem a cetogênese, ou seja, reduzem os CHO e portanto a insulina, conseguem redução de peso corporal. Mas há os que questionam este método para perda de peso, que controle da insulina não necessariamente levaria à perda de gordura corporal, em geral, defendendo também o uso do Whey protein, um suplemento do soro do leite rico em leucina, aminoácido liberador de insulina. Trabalho recente utilizou 3 doses diferentes de insulina, e observou  ganho de peso em todos os grupos, e pior, a hemoglobina glicada não reduziu em todos, discutido no artigo que a liberação de insulina, constante, por período prolongado (usar whey todos os dias, as vezes mais de uma vez ao dia, por periodos muito longos) pode favorecer a resistência a insulina, mantendo a glicemia alta, ou seja, piorar uma sindrome metabólica. Fica a pergunta? Vc usaria whey protein em paciente com sindrome metabólica, glicemia alta, pressão alta, insulina alta, homa-ir alto, ácido úrico elevado, e que muitas vezes ainda tem histórico de câncer na família?

Fonte: Acta Clin Belg. 2012 Jul-Aug;67(4):250-4. Glycemic control and weight changes in patients with type 2 diabetes intensified to three insulin regimens after therapeutic failure to exenatide. Buysschaert M, Paris I, Selvais P, Oriot P, Preumont V; UCL Exenatide Group.

3 comentários:

delio disse...

O que você me diz sobre o uso de caseina? (cada 24g: isoleucina: 1,312g; valina: 1,609g; leucina: 2,129g)Gostaria de saber se a velocidade de absorção desses aminoácidos pode interferir nesse estímulo insulinêmico assim como um índice glicêmico. att. Délio

Tatiana disse...

resposta para sua pergunta: não usaria.

Henrique Soares disse...

Caseína tem velocidade de absorção menor, basta ver o efeito de comer 100g de queijo e 100ml de leite. Liberação de insulina mais lenta, mas estimulo de mTOR similar, não igual. Delio, veja no blog várias outras postagens sobre efeito da leucina e do leite em geral. Obrigado por participar.