quarta-feira, 3 de agosto de 2011

RELATO DE CASO!!

Ontem na clínica atendemos uma paciente que apresentava como queixa principal um cansaço extremo, não conseguia dormir profundamente, acorda a noite e acorda pela manhã com sensação de cansaço. Vem com isso há 3 anos (ou seja, já se cronificou) desde que teve um problema profissional. Fisiologicamente pensando, produção de serotonina e melatonina muito baixas, portanto, estresse oxidativo em nível altíssimo. Unhas muito fracas, olheiras, edema de membros, ansiedade, irritabilidade, vários sintomas que na avaliação física fui fazendo a correlação fisiológica e nutricional. Além disso, o cérebro é o grande regulador da função das adrenais (eixo hipotalamo-hipófise-adrenal), e sem dormir, as glândulas adrenais podem se encontrar em situação de estresse intenso ou já na situação de fadiga adrenal, em que o tratamento é completamente oposto do estresse adrenal. Claro que indicamos a ela fazer os exames bioquimicos funcionais, a paciente aceitou, fez, e o resultado como esperado, estresse oxidativo moderado (leve, moderado, intenso) e fadiga adrenal. O importante aqui é que os sintomas que descrevi e outros são comuns também no estresse adrenal como na fadiga adrenal, o exame bioquimico feito com urina e saliva serviu para esta diferenciação e prescrevermos o tratamento adequado. Ex: no estresse adrenal fazemos restrição de sódio, na fadiga não. Reitero que fazemos estes exames em pacientes que desejem por conta própria ou por colegas que encaminhem; não ficamos com o paciente para tratarmos, apenas emitimos o laudo dos exames e sugerimos ao nutricionista possíveis alimentos, fitoterápicos e compostos a serem utilizados.

6 comentários:

Priscylla Barreto disse...

como sempre tudo na pratica o que vemos em teoria!!!
muito gratificante lidar com situaçoes verdadeiras as quais no cotidiano de estudante podemos confirmar na pratica!!
Parabens, excelente pode acessar seu blog e estar sempre atualizada!
Abraços!

Karla Christofoletti disse...

Atendi um paciente exatamente assim essa semana!
Onde posso encaminhá-lo para exames bioquímicos funcionais em sp ou no interior?
Obrigada

Parábens pelo blog, como sempre interasse!

Beijos

Ana Paula Ferraz disse...

Henrique, a aula deste fim de semana foi fantástica! Obrigada pela atenção e dedicação... Abraços!

Henrique F Soares disse...

Karlinha, me perode mas não conheço ninguém por ai que faça.

Ana, eu é que agradeço a vc e à turma. Me senti a vontade e espero que tenha ajudado.

Nut. Lídia Loyola disse...

Olá professor,

Aonde posso estudar sobre tratamento e como identifica falêncis ou estresse da adrenal.

obrigada

Henrique F Soares disse...

fazendo cursos, participando de congressos, encontros, etc na linha da nutrição funcional.