quarta-feira, 1 de abril de 2009

Leite de vaca e leite de búfala

O resultado da última enquete mostrou muitas dúvidas entre os que responderam. A resposta correta é que o leite de búfala é mais proteico que o de vaca. Ao contrário do que muita gente pensa, o leite de búfala e por consequencia o queijo de búfala (branco, observem bem), é mais gorduroso que o de vaca. O que pode ser ainda mais surpreendente para alguns é que o consumo do leite de búfala provoca elevação do colesterol de forma mais acentuada que o leite de vaca, provavelmente pelo alto conteúdo de gordura saturada (palmítico). O que fala a favor do leite de búfala, além do maior teor proteico, é o maior teor de cálcio. A digestibilidade de ambos é muito parecida, e claro, todos os leites (mamíferos) contém lactose. E sempre muito cuidado: leite e derivados costumam apresentar altos teores de dioxina. Dioxinas são compostos aromáticos tricíclicos que comprovadamente geram câncer e infertilidade.

2 comentários:

Otavio Bernardes disse...

Henrique,

O maior teor de dioxina encontrado no leite de búfalas há algum tempo anos ocorreu na Itália, após uma greve de lixeiros na região de Napoles em que se verificou contaminação do suprimento de água fornecido às búfalas. Não existe nenhuma evidencia de aumento de dioxina em leite de búfalas nem em outras partes da Itália nem em lugar algum no mundo.

Quando a hipercolesterolemia em ratos submetidos a uma dieta exclusiva de leite de búfalas do trabalho da Dra Verruma, note que é apenas um indicativo posto que trata-se de um modelo biológico e o tipo de dieta não tem paralelo algum com a dieta humana onde o leite participa em uma quantidade bastante diversa. Apesar de indicativo, conforme se infere pela conclusão dos autores, o trabalho não permite afirmar que o leite seja indutor de hipercolesterolemia em seres humanos, havendo mesmo indícios em contrário como na India, onde é o leite de búfala o de maior consumo , os niveis de colesterol da população não são mais elevados.

Otavio

Henrique F Soares disse...

Otávio, infelizmente a contaminação com diversos xenobióticos, não só dioxina, continua existindo na Itália. (Contamination levels and congener distribution of PCDDs, PCDFs and dioxin-like PCBs in buffalo's milk from Caserta province (Italy).
Esposito M, et al. Chemosphere. 2010 Apr;79(3):341-8.) E em outros lugares do mundo, inclusive na Índia, contaminação por chumbo. (Bioaccumulation of lead in milk of buffaloes from Cooum River Belt in Chennai. Sahayaraj PA, Ayyadurai K. J Environ Biol. 2009 Sep;30(5):651-4.) E vou além, leite de búfala é hiperinsulinêmico e pode portanto levar à síndrome metabólica. (Nutrition. 2009 Mar;25(3):322-9. Effects of short-term mild calorie restriction diet and renutrition with ruminant milks on leptin levels and other metabolic parameters in mice.
Gauffin Cano MP et al)