quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Ferritina e ácido úrico

O ácido úrico é considerado um marcador de inflamação do tecido adiposo por muitos pesquisadores. Estou entre eles. Isto porque o ácido úrico é proveniente de uma via de formação de radicais livres, e estes são altamente indutores de NF-Kb, potente fator inflamatório. E já li este ano, associação direta entre niveis de ferritina e ácido úrico, algo também perfeitamente imaginável por ser a ferritina molécula armazenadora de ferro e estimuladora de reação de fenton, outra potente via de produção de radicais livres e portanto de inflamação. Tendo a pensar portanto em presença excessiva de ferro (e possivelmente cobre) livre, destruindo membranas e células por tudo quanto é canto em alguém com ácido úrico elevado. E vou além: individuos anêmicos, podem estar altamente inflamados, mas por anemia de doença crônica, assunto que também abordo nos meus cursos. Mostrar exames de sangue para alguém que saiba juntar estas informações me parece imprescindível.

5 comentários:

Dr. Frederico Lobo disse...

Henrique, gosto do seu blog e tenho acompanhado os posts. Bem, esse ano o Henry tá dando um curso de bioquimica e em uma das aulas ele falou que não é preciso preocupar com a ferritina alta, se o ferro sérico estiver normal. O que tenho visto muito na prática é: paciente obeso, com aumente de gama-gt, TGP no limite superior, ferritina acima de 150 e hiperuricemia.

Henrique F Soares disse...

Oi Frederico, prazer em ter vc novamente no blog. Não assisti nem ouvi o que Henry falou, por isso não é legal tecer comentários, ainda mais não sabendo o contexto. Mas partindo deste idéia, concordo que o ferro sérico é muito importante na medida em que é o ferro livre que faz mais reação de fenton, mas ai vai depender de como está o nível de tranferrina, a capacidade de ligação do ferro e a saturação da transferrina. E a ferritina alta é sim de se preocupar independente do ferro sérico na minha visão pelo que vc falou no seu comentário, inflamação e lesão hepática, e ai a preocupação não é com estresse oxidativo vascular. Abração.

Max Carvalho disse...

Ola a todos

tenho 29 anos, sou Homem, tenho diabetes (faço uso de insulina NPH.

Eu tive um surto de queda de cabelos (nada em exagero) e minha dermatologista pediu alguns exames, dentre eles o Ferro Sérico e a Ferritina

A ferratina deu 213,7 ng/ml
O ferro Sérico deu 254 mcg/dl

Fiquei preocupado.... pois li sobre a hemocromatose, porem a dois meses eu estava malhando (MUSCULAÇÃO), E TOMEI Albumina, Whey Protein, Creatina e Bcaa... poderia alguma destas substancias ter elevado o Ferro Sérico?

Se possível me mande a resposta por E-mail maxcarvalhovieira@gmail.com

Grande abraço e até!

Henrique Soares disse...

Max, qualquer interpretação de exames deve ser feita sob consulta presencial. O Conselho Federal proíbe os nutricionistas de fazer qualquer avaliação de paciente com uso da internet. Um abraço.

Esmeralina Luciano disse...

Oi, Henrique! Muito legal o seu blog.
Tenho ferritina baixa 35.64 e ácido úrico alto 7.2. O ferro sérico 158 mcg /dl. Minha vitamina C está baixa 2,4 mg também. O que fazer?