sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Leite desnatado após atividade física??

A respeito do comentário da Beatriz e da reportagem exibida no jornal Hoje.

Beatriz, não tinha visto mas fui no site. Achei muito confusa a reportagem porque no primeiro momento a pesquisadora quer comparar leite desnatado com isotônico e água após a atividade, o que está inadequado pois não recomendo nem isotônico nem água pura após atividade. Isotônicos são para durante a atividade física assim como a água. Após a atividade física, diferentemente do isotônico, é preciso incluir fontes de proteína e isotônicos não tem proteína, por isso não são indicados. O leite tem digestão lenta por conta da caseína, com certeza, mas não é lenta, é péssima digestão porque se formam grumos coagulados de caseína no estômago, dificultando a hidratação. Portanto não dá para comparar. Depois na reportagem aparece uma comparação do leite de vaca com leite de soja. Aí com certeza seria o leite de vaca desnatado pois leite de soja tem gordura, pouco indicado nesse momento pós atividade e o perfil de aminoácidos é muito fraco na soja. Se vc desconsiderar todos os problemas do leite de vaca e pensar apenas em hidratação, capacidade de liberar insulina para reconstrução do glicogênio e das proteínas, fornecimento de proteínas de alto valor biológico, proteínas do soro (que como dito na reportagem tem função antioxidante sim, além de outras importantes para o atleta), o leite poderia sim ser indicado após a atividade física intensa. Já se vc considerar que o leite tem muito mais potássio que sódio, e o que perdemos na atividade física é mais sódio que potássio, o leite já não é indicado. Se vc considerar que a lactose é altamente fermentativa e pode provocar distensão abdominal, e as minhas pacientes mulheres que malham e querem estar bem desinchadas após a atividade física, odiariam se eu indicasse leite após atividade física. Se vc considerar que o leite de vaca tem uma carga ácida altíssima aumentando a acidose do meu atleta e elevando o risco de fadiga e lesões musculares também não é uma boa pedida. A decisão pode ser dividida entre o nutricionista e seu cliente. Acima de tudo, eu gostaria de ler a pesquisa para ver como foi feita, com quem, que quantidade, que atividade, o que tomaram durante a atividade, etc.

8 comentários:

Livia disse...

Olá professor,
Então, o que você recomenda consumir pós atividade física?

Henrique F Soares disse...

Lívia, o que eu recomendo depende do praticante que estamos falando. Ex: Ele joga tênis de competição ou recreação? Tem 14 anos ou 46 anos? O objetivo é aumentar a velocidade de resposta entre a defesa fundo de quadra e o voleio na rede ou apenas perder gordura corporal? Entende o que eu digo? Dieta ou orientação nutricional devem ser individualizadas. Se quiser ver o que os trabalhos científicos mostram, acompanhe sempre as postagens que acabo abordando os assuntos. Se vc digitar maltodextrina, whey protein já devem aparecer várias postagens. Um abraço e obrigado pela pergunta.

Livia disse...

Sim, entendo!
Mas pensando no caso de consumo de proteínas pós treino pra uma pessoa que faz atividade física (musculação e quer ganhar massa muscular) e que tem restrição de leite e derivados? No caso, a soja não teria um perfil proteico tão interessante... Quais seriam as melhores opções?

Henrique F Soares disse...

Livia, eu trabalharia com aminoácidos ou peptídios específicos, tipo beta alanina, creatina, carnitina, carnosina, glutamina, arginina, entre outros. Fonte alimentar: prioridade para o ovo, depois pensaria em quinua/soja/amaranto e outras leguminosas.

Vanuza Freitas disse...

Bom dia Henrique, fugindo um pouco deste assunto, eu queria saber o que vc acha da Sustagem Kids para crianças que estão a baixo do peso, vc acha que este suplemento poderia vir ajudar no aporte nutricional? Obrigada professor.
Vanuza

Henrique F Soares disse...

Sustagem não é a melhor opção por conter alto teor de açúcar, corante (principalmente o vermelho, muito relacionado a problemas alérgicos e pulmonares), acidulante, aromatizante, enfim, são muitos aditivos químicos, e as formas químicas de micronutrientes não serem de alta biodisponibilidade (baixa absorção para os mais leigos). Mas tudo depende de quem estamos falando. Também está entre os suplementos mais baratos e pode ser a única opção.

Anônimo disse...

Olá Professor
Tenho 50 anos. e malho 6 dias na semana com atividade aerobica(spinning)3 vezes por semana e musculação. O q vc indicaria para ser tomado depois desse treino.Normalmente como uma banana. Isso é suficiente?
Obrigada e abraços
Ana Maria Tavares
anna.tavares@terra.com.br

Henrique F Soares disse...

Ana, não posso dizer se é suficiente ou não comer banana pois não fiz a sua avaliação nutricional individualizada. Não sei por exemplo como é a sua resposta insulinêmica frente ao carboidrato, e teria que pedir exame (curva glicêmica e insulinêmica) e fazer uma análise física sua (olhar suas articulações, sua nuca e axilas). Me fiz entender? Uma banana pode ser o suficiente para uns e um bom alimento mas muito pouco para outros e até um "veneno".