sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Porque que não te calas?

Frase proferida pelo Dr. Alfred Halpern, que está em alguns dos jornais hoje: "Por mais que haja protestos contra, o que vale é o número de calorias. Você pode comer 'junk food' se quiser. Se o número de calorias for menor do que o que você gasta, vai perder peso."

Lamentável continuar a ler e ouvir estes tipos de declarações. É exatamente o contrário disso que expliquei na postagem do dia 5 de novembro e tenho comprovado pela literatura científica e pela prática.

Primeiro: ficar contando calorias, fazer dietas hipocalóricas pode sim levar muitas pessoas a perder peso, mas não conseguem manter o peso. Voltam a ganhar peso, aumentam seu risco cardiovascular, se frustram, entram em depressão, e se desesperam, passam a viver à base de curas milagrosas e toneladas de medicamentos. É isso que os médicos querem.

E mais: quantos pacientes, inúmeros, já atendi que estão comendo 600, 500, 400 calorias todos os dias e não perdem um grama. Não perdem porque não basta contar calorias. É preciso retirar as toxinas do corpo que reduzem o metabolismo. É preciso regular os órgãos começando por quem rege toda a orquestra que é o intestino. É preciso controlar a inflamação. E por ai vai.

OU SEJA: Considero uma injúria/calúnia e crime de lesa-pátria proferir comentário dizendo que pode comer junk food quanto quiser, que se tiver deficit calórico, vai perder peso. Isto não é pensar na saúde do ser humano.

Um comentário:

Luciane disse...

Além de não ser pensar na saúde do ser humano, é reduzir a nutrição a um calculozinho ridículo. É muito mais fácil simplesmente ignorar a infinidade de informações existentes na área...