terça-feira, 20 de março de 2012

WHEY INFLAMA!

Veja a foto acima. Mostra o quanto algumas refeições ricas em proteínas são capazes de aumentar os níveis de MCP-1, que é a proteína de quimiotaxia de monócitos, produzidas por células endoteliais. Observe que logo após o consumo, todas as fontes proteicas reduzem a MCP, porém aos 60 minutos, enquanto a refeição de peixe (cod) manteve a redução da MCP, a refeição com Whey já provoca efeito contrário, e será a proteína que ao final dos 240 minutos terá maior aumento de MCP-1. Quanto mais MCP-1, mais macrófago dentro do tecido, portanto mais inflamação,mais hipertrofia de adipótico, mais obesidade. Observe que ao final, a caseína também atinge valores similares ao Whey, e ambas estão presentes em leite.

Obs: whey utilizado neste estudo foi isolado.

7 comentários:

Felipe Nassau disse...

Henrique, pode dar a referência desse trabalho?

Obrigado! Felipe Nassau

Henrique Soares disse...

Oi Felipe,este nã oposso.Todos os artigos que coloco as referências fazem parte do plano gratuito de consultoria. os que não estão referenciados entram nos planos pagos.

Ana Paula disse...

Olá Henrique, pode dizer se há diferença estatística entre os grupos?? Pois os intervalos estão bem sobrepostos.
Abraço.

Henrique Soares disse...

Ana, sim há. Só coloco artigos com validade científica e com diferença estatística. Aproveito o comentário para reafirmar que só são aceitos comentários em que o autor se identifica.

Milene Ferronato disse...

Oi Henrique vc prescreveria Whey protein para um paciente com grande perda de massa muscular, com fstula gástrica e infecção?
Grata, Milene

Henrique Soares disse...

Milena, não gosto de emitir opinião sem ver os detalhes do paciente, mas pelo que vc apresentou sim, apenas observar infecção, sepse, se por translocacao, pois sensibilidade a proteína do leite poderia piorar. Pensando em imunoestimulacao, cicatrizacao, anabolismo muscular, perfeito.

Milene disse...

Henrique muito obrigada