sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Biodisponibilidade de proteínas para quem malha


Conhecidas como parte nobre de uma refeição, as proteínas podem ser muito mal aproveitadas pelo nosso organismo se não observarmos vários fatores. Entre esses fatores está o fato de oferecermos proteínas intactas, peptídios ou aminoácidos livres para o intestino. Vários produtos fontes proteicas que encontramos no mercado, especialmente aqueles voltados para atletas, trazem em seu rótulos nomes que precisam ser compreendidos por quem prescreve: 1 - proteína concentrada, 2 - proteína iosolada, 3 - proteína hidrolizada e 4 - proteína micronizada. 1 - A PTN concentrada apenas saiu da sua fonte original e o alimento onde a mesma estava inserida foi "desidratada" ou liofilizada, portanto, aumenta o teor mas não garante maior biodisponibilidade. 2 - Na PTN isolada, inicialmente houve desidratação e depois todos os outros nutrientes são retirados (inclusive fibras), o que facilita o acesso das enzimas gástricas e entéricas, aumentando a biodisponibilidade. 3 - Na hidrolizada, a estrutura quaternária da proteína já deverá ter sido rompida, aumentando a digestibilidade e a liberação de aminoácidos, portanto a biodisponibilidade é maior. 4 - Tão biodisponível ou até um pouco mais quanto a hidrolizada, a PTN micronizada cria uma espécie de "talco de PTN", criando um pó muito fino, as vezes com capacidade de absorção pela mucosa nasal e oral. Logo seria a melhor a ser escolhida, mas que infelizmente também reflete no preço. Se no rótulo não aparecer nenhum destes nomes, desconfie; e se aparecer muitos deles juntos, desconfie também.

Forte abraço a todos.

2 comentários:

luciano (cheio de lesões) disse...

POR NAO CONTER PURINA O USO DE ALTAS DOSAGENS DE WHEY PROTEIN NÃO INTERFERE NO ACIDO ÚRICO?

Esther Cunha disse...

Olá, Prof. Henrique!
Gostaria de saber se vc conhece o Forever Lite e se ele poderia ser usado como fonte de proteína antes das atividades físicas. Além de várias vitaminas, ele também apresentas diversos minerais e 18 aminoácidos.
http://www.foreverliving.pt/public/ficheiros/forever-lite1190070899.pdf
Será que as proteínas/aminoácidos deste produto são biodisponíveis?