sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

LDL é bom para câncer de mama

Quem acompanha o blog e atende pacientes de meia idade, com certeza tem observado número acentuado de mulheres com câncer de mama. Dados do INCA do ano passado mostram que esta foi a forma mais prevalente de câncer nas mulheres. Tenho tentado ler trabalhos que forneçam alternativas para reduzir este problema de saúde pública. Um trabalho muito interessante feito em 2005 (Haiguo Sun et al) mostrou que uso de óleo de peixe foi capaz de modular a ação de uma proteoglicana chamada syndecan-1 (SDC-1) que age inibindo o crescimento de células tumorigênicas na mama e também induzindo estas células à apoptose (salientar que isto aconteceu em nível de transcrição gênica - RNAm). Outro fator bem interessante é que o estudo revelou que os ácidos EPA e DHA são encaminhados para as células da mama via LDL, e que é esta lipoproteína a principal responsável pelo estímulo da SDC-1. Isto nos faz novamente pensar no uso abusivo das estatinas, que promovem redução drástica das LDL (além da Coenzima Q10), e das mulheres que reduzem o consumo calórico e de gordura de forma muito rigorosa, levando à perda de peso excessivo, parada de menstruação, e níveis de LDL, que pelo menos eu já encontrei em pacientes, de 70mg/dl, 50mg/dl, e até um pouco menos (relato por alguns alunos meus de pós). Enfim, cada vez recomendo mais o consumo de peixes, vários da costa brasileira são ricos em EPA e DHA, e nos precursores fontes de alfa-linolênico, como a linhaça (essa o verdadeiro BB que deve ser valorizado - Boa e Barata). Aliás, em algumas mulheres já tive muito sucesso de sumir com nódulos mamários com ômega-3 + vitamina E, tomado com sucos de vitamina C.



Forte abraço a todas e a todos.

2 comentários:

Andreia Torres disse...

Muito legal!

Mayara Iraima Menezes Farago disse...

Caro Henrique recebi uma paciente com LDL muito baixo 36,4, vc acha que esse acontecimento é possível, ela têm 1 mioma uterino. Na sua opinião acha que devo pedir para ela voltar e repetir o exame?