quinta-feira, 21 de maio de 2009

Maltodextrina ou dextrose para ganho de massa?



Dextrose é o nome técnico da glicose, combustível essencial para todo praticante de atividade física. A glicose é um carboidrato simples de alto índice glicêmico (100), o que por consequencia favorece a liberação de insulina.
A maltodextrina é um produto derivado da hidrólise do amido e contém polímeros de glicose unidos (ligações fracas), portanto, é uma molécula maior e mais complexa, e com índice glicêmico um pouco menor que a glicose, porém ainda bastante alto (proximo a 90). No aspecto de liberação de insulina, também pode provocar estímulo ao pâncreas em alto nível, porém os picos são menores que a dextrose.
E ai vem as vantagens e desvantagens:
Para o ganho de massa muscular é preciso insulina para favorecer a captação de aminoácidos para o músculo, entretanto, picos insulinêmicos podem gerar risco de hipoglicemia no treino além de desvio da glicose para formação de triglicerídios, portanto, incorporação na forma de TAG no fígado e tecido adiposo.
Acredito assim, que para depois do exercício, se vc tiver feito apenas musculação (treino pesado), priorize a maltodetrina, que libera insulina mas sem picos tão altos quanto a dextrose. Se tiver feito musculação, e depois for dar uma " relaxada" na musculatura fazendo um aeróbico (10 a 15 minutos sejam leves ou intensos) use a dextrose.
Na dúvida, faça uma mistura 50% de malto com 50% de dextrose.
Fontes:
dextrose - "mel karo"
Maltodextrina - torrada
Suplementos - vc pode encontrar clicando aqui.

2 comentários:

Unknown disse...

Boa tarde, prof Henrique!Qual a função maltodextrina nas dietas enterais e paciente diabético pode ingeri-las? A aborção da glicose neste caso ocorre lentamante o que evita picos de glicemia logo poderia ser utilizado por DM!?Desde já obrigada!Patrícia

Henrique Soares disse...

Patricia, prefiro indicar a glicose à maltodextrina para pacientes diabéticos em nutrição enteral. Se usa muito maltodextrina por questão de dissolução do produto, estabilidade da formula. O ideal mesmo seria usar edulcorantes naturais como sorbitol, stevia, matitol, manitol, etc... e sempre com muita fibra prebiotica.